Edit

Sobre Nós

O Blox é um novo conceito de organização curricular pautado na flexibilidade e autonomia do aluno montar a própria grade, com os tópicos que mais gosta ou que trarão maior retorno para sua formação.

Atendimento

Mesmo com as incertezas causadas pela pandemia e o adiamento do exame para janeiro de 2021, é muito importante auxiliar os alunos por meio de um processo consistente de preparação para o ENEM. Abordar os temas mais relevantes, focar nas habilidades de interpretação textual e na redação, bem como promover o engajamento dos alunos são apenas algumas das medidas que podem ser aplicadas.

Neste conteúdo selecionamos uma série de dicas práticas sobre como ajudar os estudantes na preparação para o ENEM. Continue a leitura para saber mais sobre o assunto!

Aborde os principais temas

Não é nenhuma novidade que uma das características mais marcantes das provas do ENEM é que elas abordam uma grande variedade de conhecimentos gerais e multidisciplinaridade em suas questões, o que exige que os alunos estejam cientes a respeito das principais pautas nos âmbitos político, social, cultural e socioeconômico.

Isso se deve ao fato de que as Matrizes de Referência de cada área de conhecimento são usadas para definir as provas do ENEM. Sendo assim, é importante abordar os temas mais relevantes e manter os alunos contextualizados a respeito das disciplinas. Sempre que possível, vale a pena reforçar os conhecimentos especialmente em Exatas, em matérias como Física e Matemática.

Foque na redação

De acordo com a Teoria da Resposta ao Item (TRI), uma espécie de indicador de desempenho utilizado pelo Ministério da Educação para avaliação, a única prova na qual é possível que o aluno alcance a pontuação máxima é a redação.

É preciso trabalhar as capacidades argumentativas, o entendimento sobre as normas gramaticais, as habilidades ortográficas, a interdisciplinaridade e os conhecimentos sobre assuntos gerais e atualidades. Dessa forma, é possível garantir que os estudantes aumentem a média de suas pontuações.

Em outras palavras, é imprescindível estimular o aluno a se dedicar não apenas a ter um bom desempenho nas provas objetivas, mas a se preparar para a redação do ENEM.

O professor deve trabalhar textos por meio de tecnologias da educação, estabelecendo momentos em que o estudante foque somente em suas habilidades de escrita, se dedique a trabalhar seus argumentos de maneira mais profunda e, é claro, possa tirar dúvidas.

Promova debates entre os alunos

Um dos pontos cruciais na preparação para o ENEM é promover os debates em salas de aula — ainda que no ambiente digital, por conta das necessidades de adaptação dos processos de aprendizado devido ao isolamento.

Quando os alunos discutem temas atuais dos mais diversos espectros da sociedade, as habilidades de observação, interpretação e desenvolvimento de ideias são trabalhadas de forma dinâmica e produtiva.

Para que isso aconteça, é preciso que haja um esforço em conjunto por parte dos educadores e dos estudantes. Os professores podem incentivar a leitura de revistas, jornais e livros com a finalidade de, posteriormente, promover discussões em grupo e a troca de ideias. Essa é uma poderosa estratégia para facilitar a execução no dia da prova, em especial na redação.

Aplique simulados

Muitas instituições de ensino utilizam esse recurso como ferramenta para preparação para o ENEM por ser uma ótima maneira de ambientar e familiarizar os alunos com o formato da prova — tanto em termos de layout do exame (formato no qual as questões são elaboradas), quanto no preparo emocional (ansiedade e autoconfiança dos estudantes).

À medida que os simulados são aplicados periodicamente pela escola, os alunos se acostumam com esse tipo de prova e têm muito mais chances de conquistar uma boa nota.

Vale destacar que, por meio dos simulados, a instituição de ensino deve proporcionar não apenas treinamento para a realização do exame, como ressaltar as regras e posturas esperadas dos candidatos — tempo de prova, horário de começo, meio e fim, e pontualidade.

Acompanhe o desenvolvimento do aprendizado

É dever do educador se envolver no processo de ensino dos seus alunos. Ao fazer isso, é muito mais fácil acompanhar o desenvolvimento das turmas e identificar dificuldades de aprendizagem, isto é, pontos que exigem mais atenção e uma abordagem diferenciada.

É comum que parte dos estudantes apresente mais facilidade em algumas disciplinas e dificuldades específicas em outras. Por isso, o acompanhamento é a melhor maneira de identificar se os alunos estão nivelados em relação aos conhecimentos necessários para a prova do ENEM e quais pontos de dificuldade precisam ser melhorados.

Promova o engajamento e a motivação

Motivação e autoconfiança são dois aspectos fundamentais que precisam ser trabalhados nos alunos, principalmente pelo fato de que a ansiedade é um dos motivos pelos quais muitos estudantes não conseguem obter um bom desempenho no dia da prova, mesmo que dominem os assuntos e tenham conhecimentos gerais bem desenvolvidos.

Promover o engajamento é uma tática que ajuda a estimular a motivação, as habilidades sociais e a participação dos estudantes nas atividades da escola, o que é essencial para a preparação para o ENEM.

Considere realizar projetos em grupo que estimulem reações positivas. Ressalte os termos práticos e as metodologias usadas para testar o aprendizado nas provas. Quanto mais familiaridade com o ambiente do exame, mais chances de que os alunos atinjam uma boa pontuação na prova.

Crie cronogramas de estudos

Por fim, mas não menos importante, é preciso criar cronogramas nos quais os alunos possam seguir uma ordem lógica e intuitiva nos seus estudos. Além disso, um cronograma tem a finalidade de desenvolver responsabilidade e disciplina nos estudantes.

É preciso estabelecer os conteúdos que serão estudados, em quais períodos da semana ou do mês isso vai acontecer e fornecer todos os materiais de apoio necessários. Esse recurso ajuda a organizar o planejamento de estudos, a estabelecer prazos para que as tarefas sejam cumpridas, a alinhar expectativas e a promover o conhecimento de maneira muito mais inteligente e mensurável. 

Como você pôde conferir, a preparação para o ENEM envolve um conjunto de práticas e metodologias de ensino que necessitam da participação ativa dos educadores nos processos de aprendizagem dos alunos. Além de trabalhar os conhecimentos sobre as disciplinas abordadas nas questões da prova, é preciso motivá-los e promover a autoconfiança.

Agora que você já tem uma noção mais ampla sobre a importância de adequar os processos de aprendizado e monitoramento do ensino, aproveite para conferir também o nosso post sobre como utilizar a tecnologia na educação em períodos de isolamento!

Powered by Rock Convert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.